Arquivo de maio \26\UTC 2011

Mortal Kombat Legacy

Tá muito massa a série online de Mortal Kombat, dirigido pelo Kevin Tancharden. Os episódios que saíram até agora foram muito bons. E agora eu espero pelo novo episódio com a continuação da história entre Sub-Zero e Scorpion. Vamos ver o que vai rolar pros próximos capítulos. E ainda falta aparecer o Liu Kang entre os clássicos (Mortal Kombat 1).

Tô torcendo pra que a série dê certo e que muita coisa possa rolar. E que o diretor não se perca entre o foco do real e da fantasia. É inevitável, eu sei. Mas que ele pode fazer isso de uma maneira boa – como está fazendo até agora – e que não fique sem graça.

Anúncios

,

Deixe um comentário

Oi para Oa!

Vendo o recente trailer do filme Lanterna Verde, me empolguei com o filme um pouco mais. As primeiras imagens e os primeiros teasears não fizeram justiça ao nosso camarada Esmeralda de Coast City. Se bem que o que apareceu mais nesse trailer foi o glorioso planeta Oa, lar da Tropa e dos Guardiões.

O design está bem interessante, com estruturas que parecem bem antigas – denotando a passagens das eras. E os relances de membros da Tropa além dos esperados Tomar-Re, Kilowog e Sinestro me pareceu bem feito e com um cuidado bem legal.

Acho que o medo da adaptação dos quadrinhos está baixando. É isso aí. Espero que o verde da força de vontade dos produtores e do diretor do longo seja mais forte que o amarelo do medo dos milhões de fãs do lanterna. E que o filme seja tudo o que pode ser!

Só vai faltar a parte do roteiro para nos assegurar que tudo está OK. Só ele pode verdadeiramente nos dar a esperança que a DC conseguiu sair da sombra de Superman e Batman.

,

Deixe um comentário

O Dia da Toalha

25 de Maio, o dia da Toalha. O dia do Orgulho Nerd. O dia da primeira apresentação de Star Wars para o mundo. O dia escolhido em homenagem à Douglas Adams e sua obra. Parabéns aqueles que, assim como eu, se identificam com esse dia. Hoje li manisfestações pró e contra este dia. Wait… What??? Contra?

Depois disso fiquei pensando com meus botões enquanto voltava pra casa, durante um longo e congestionado trajeto. Talvez o dia possa ter surgido como diversos outros que comemoram e tentam trazer à consciência das pessoas sobre um tema ou minoria que sofrera com os abusos que a sociedade pode infrigir sobre os mesmos. Não é por isso que temos o dia da mulher, do índio, da luta contra a Aids e o escambau? Pra que possamos lembrar de que este grupo ou tema também merece nossa atenção especial, pra que possamos aprender a tolerar sua existência com a nossa?

Tolerar é uma palavra forte, mas é isso o que a sociedade faz com grupos e temas que causam impacto na sua estrutura. A sociedade os tolera até que uma grande parte da mesma os aceite, primeiro com algum tipo de igualdade, e quem sabe até os abraçe mais tarde por existirem. Foi assim durante toda a breve vida humana neste planeta. Ainda é assim. E acredito que assim o será por muito tempo ainda.

Percebi que o que li é, então, um manifesto positivo sobre este dia. É muito legal que possamos brandir nossas toalhas pelo mundo. É muito legal que possamos mostrar o que gostamos e que o mundo pode se beneficiar com tudo isso. Mas as partes que reclamaram também mostraram o seu porquê. Eles não querem que o orgulho nerd seja um apenas símbolo, um estereótipo ou algo apenas cool. Não é uma moda ou uma fase. Ou você é nerd ou não é. Não dá pra tentar ser. E você sempre vai reconhecer um nerd ao ver um.

Não estou falando da aparência. Há nerds que usam ternos. Há nerds que praticam algum tipo de esporte. Há nerds que vão mal em ciências. Há nerds que se dão bem com mulheres. Sim, há. Não dá pra rotular ninguém hoje em dia. Muito menos definir alguém como nerd por uma coisa ou outra. É o espírito que conta. Não é se embrenhando pela internet, saber tudo de tecnologia, saber tudo sobre culturas antigas ou sobre seriados, amar quadrinhos, música, falar quinze idiomas – entre eles o élfico ou klingon – ou não saber se comportar diante de um grupo e fazer amigos ou ter amigos só nerds.

Somos apaixonados pelas coisas que gostamos. Não temos vergonha de comentar sobre isso com ninguém. Nem com aquele mulherão que trabalha ou estuda com você. Não recriminamos alguém por ser fiel a sua paixão. Esta paixão sempre fora o alvo nas nossas costas, talvez. Seja literatura, ciências, ficção científica, crenças, teorias malucas, esporte, carros, música, cinema, artes e tudo mais que nossa sociedade consegue nos oferecer, nós abraçamos e com muita paixão.

Acho que até já perdi o rumo que eu desejava neste post enquanto digito algumas coisas que eu estava refletindo, um mar de outras coisas invadiam o meu cérebro aqui e posso ter me desviado do assunto: uma reflexão sincera do que eu acho sobre este dia e do seu significado.

Mando um abraço e felicidades para todos os arqueólogos, cavaleiros, extraterrenos, membros de alguma sociedade ou grupo, guerreiro, mago, tecnólogo, viajante do tempo, menestréis e compositores, mestres e aprendizes, estrategistas e aventureiros. Se você se encaixa em algum destes itens, você deve ter lembrado de alguma coisa relacionado à palavra. E um grande dia do Orgulho Nerd pra você então.

Espero não ser perseguido na rua por essa linha de raciocínio. Até! 🙂

,

Deixe um comentário

Links legais de coisas que li

Mais uns links de algumas coisas que andei lendo pela internet.

Deixe um comentário

Da vaia ao prêmio

E não é que o filme “A Árvore da Vida” de Terrence Malick (não sabe quem é?) depois de ser vaiado no Festival de Cannes conseguiu a Palma de Ouro do festival?

O filme de Malick conta uma história focada basicamente nos anos 50 – apesar de ir do Big Bang até o futuro – mostrando a infelicidade de um homem (Sean Penn), deprimido com o mundo moderno. No filme está também Brad Pitt no papel do pai do personagem de Penn quando criança.

Espero o filme chegar aqui para ver este novo trabalho do Malick.

Deixe um comentário

50 anos a mil?

Alguém já leu a biografia do Lobão? Estou afim de comprar o livro, agora que acabei de ler o novo livro do Joe Hill, O Pacto.

Se alguém já leu ou conhece quem leu, favor comentar sobre o que achou. Esse cara é um figura importante do cenário musical brasileiro e tudo o que ele deve ter relatado da sua história de vida deve valer a pena.

Deixe um comentário

Links bacanas pra mim

Uns links que eu vi hoje pela web que eu simplesmente adorei e recomendo uma olhada:

Deixe um comentário