Arquivo de janeiro \24\UTC 2012

Resumo da Internet 2011

Esta imagem é o resumo do que aconteceu – e o que bombou – em 2011 na rede. Se você conseguir descobrir exatamente quais são estas 20 coisas que deram o que falar em 2011, bem-vindo a um mundo onde você não é um mero usuário idiota que fica em comunidades online comentando sobre poses de fotos, animaizinhos fofinhos e outras besteiras.

Não me entenda errado. Todos podem tirar um momento para curtir qualquer coisa que a rede possa oferecer. Porém, existe muito mais coisa acontecendo e nesta imagem, temos coisas engraçadas, sérias e trágicas. E aqui está a minha humilde opinião sobre o que os caras que fizeram esta imagem queriam dizer. Eu consegui imaginar os seguintes casos:

  1. Apple e morte Jobs
  2. Anonymous
  3. Protestos do Egito
  4. Falha da rede do PSN
  5. Rebbeca Black com sua música Friday
  6. TimeLine do Facebook
  7. Morte de Dennis Ritchie
  8. Propaganda do Mini Darth Vader
  9. Minecraft
  10. Terremoto e Tsunami no Japão
  11. NyanCat
  12. Duke Nukem Fail (Jogo massacrado!)
  13. Wikileaks

Se eu tiver acertado, eu consegui identificar 13 coisas em 20. Não está ótimo, mas eu poderia ter sido melhor. Não consegui identificar mais nada aí. Se alguém tiver alguma idéia, complete aí por favor.


		
Anúncios

, , , , ,

Deixe um comentário

Alguns links

Vão aí alguns links de coisas engraçadas e bizarras pelo mundo…

Mulher que paga 17 mil ao namorado: Eu cobraria bem menos. Acho que até faria de graça!

Ah! O amor: Romantismo é tudo!

Coisas que as mulheres gostariam que soubéssemos: É muita coisa pra um homem poder se lembrar!

Garagens like a boss!: E aquela do filme do Ferris Bueller? Aquela era dahora!

Explicações de ditados populares: É cultura! Aprender um pouco faz bem…

Ideia de romance: Ah… mulheres!

Heineken: Propaganda de cerveja, quase sem a cerveja e com lição de moral!

10 lugares assustadores: Por que a “FriendZone” não está aqui???? Nada mais assustador para um cara…

Vou dar uma cagada ali: Essa eu ri muito! Vi no Kibeloco.

Super Mario – Vida Real: Bem feito!

 

Até

Deixe um comentário

A SOPA esfriou e a PIPA caiu

E foi adiada a discussão das famigeradas SOPA (Stop Online Piracy Act) e PIPA (Protect Intellectual Property Act) que estavam bobando em discussões e processos por toda a Web e que pretendia criar níveis de censura absurdos para os padrões de funcionamento da web hoje.

Se você não viu nada nestes últimos dias sobre o assunto, o que você estava fazendo na internet? Portais de notícias, grandes sites de conteúdo, blogs, comunidades e o escambau alardearam aos ventos sobre o assunto. Você deve ter visto alguma chamada de notícia, tirinha ou mesmo acompanhado os protestos mais pesados como o do Google e o do Wikipedia (que ficou 1 dia fora do ar propositalmente).

Estes 2 projetos trariam repercussões pesadas para portais e geradores  e consumidores de conteúdo, sujeitos a gracinhas dos que se sentissem lesados perante algum ato. O problema todo é que a forma como conhecemos a internet hoje já vem de tempos atrás. Ela funciona basicamente da mesma forma, desde que comecei a me aventurar por ela em meados de 1998. A gente colocava no ar o que achava interessante. As pessoas que viam o conteúdo, ao acharem interessante, repassavam, aumentavam e melhoravam e continuavam passando a frente. Foi assim que muita coisa boa surgiu, ganhou força e moldou a internet no que ela é hoje.

E daí, chegar e mudar tudo, toda a experiência acumulada, rever todo o investimento que fora feito nos últimos anos em uma questão de tempo tão curta, não daria certo. A internet é, hoje, tão maior e mais dinâmica quanto seus idealizadores previram. Tanto que já não temos para onde expandir mais (daí vem a necessidade do IPV6). Mas o problema é mudar a cultura, o modus operandi da grande massa de usuários que estão por aí. Ninguém mais quer pensar por conta própria ou se preocupar em perder tempo para saber das coisas. Tudo deve estar disponível de forma rápida e em tantos lugares quanto possível.

O problema é que a maneira de se fazer negócios na internet hoje é a mesma de 10 anos atrás. E está cada vez mais claro que desta maneira, não vai poder continuar. Não que eu tenha uma idéia para isso. Deixo para os gurus de tecnologia e futuro descobrirem como fazer. Só estamos aqui para levantar e plantar a idéia para começarmos uma, saudável, discussão.

, , ,

Deixe um comentário

Alguém se lembra da Hora Cívica?

Estava revendo hoje o filme no Youtube que tem gente cantando o hino nacional brasileiro utilizando palavras que deveriam surgir na mente para tentar preencher o vazio. Eu me senti tentado a escrever alguma coisa para levantar uma discussão sadia sobre o assunto. Eu também posso não acertar 100 as palavras que estão presentes no poema em versos decassílados de Osório Duque-Estrada, oficializado como a letra oficial do hino brasileiro em 1922.

Mas daí não conseguir dizer nem a primeira estrofe já é vergonhoso. Me lembro da minha época de escola primária, na qual tínhamos a chamada “hora cívica”. Nesse momento ímpar, ouviámos e cantávamos o hino nacional, hino da bandeira, hino de Minas Gerais e às vezes, até o da minha cidade Timóteo. Eu sou obrigado a pensar que algumas pessoas não tiveram a mesma oportunidade (chata até) de ficar de pé prestando homenagem as bandeiras de seu país/estado/cidade enquanto estas são hasteadas.

Penso ainda que, muita gente que compartilhou este momento comigo na escola, não será capaz de se lembrar de alguns destes cântigos. Mesmo porque muitos deles ficavam enrolando enquanto a cerimônia prosseguia. Não sei porque me bateu esta vontade de escrever sobre isso. Mas uma população que sequer sabe cantarolar o iníco de seu hino, pouco vai se importar com as coisas que rolam por todo o país. É fácil amar o país quando a seleção brasileira está ganhando a Copa do Mundo de futebol ou mesmo uma partida amistosa. É fácil se amarrar a bandeira do Brasil enquanto gritamos em protesto ou em comemoração. Não saber cantar o hino corretamente não é vergonha ou desrespeito. Desrespeito é não se importar em pelo menos tentar aprender.

Nem mesmo as transmissões de futebol, que agora tocam o hino antes de cada partida, deve ser capaz de dar o ânimo necessário para que este povo aprenda o seu próprio hino. Mas cada torcedor deve saber o hino do seu clube, com certeza!

Não estou dizendo que saber o hino brasileiro vai tornar o país melhor ou acabar com as injustiças e corrupções. Mas este ato pode ensinar ao brasileiro – de qualquer etinia, credo e status – a desenvolver algum tipo de respeito pelo país no qual nascera. Este sim, seria um passo incrível para começar a realmente mudar o Brasil.

, , ,

Deixe um comentário

Epic Song is always Epic

Este vídeo é um trecho do filme “Wayne’s World”, conhecido no Brasil como Quanto Mais Idiota Melhor. Esse foi o filme que me fez conhecer o Mike Myers. Esse filme é 1992 e é uma grande homenagem para o Rock com suas impagáveis referências e participações especiais.

Adoro esse filme e acabei comprando os DVD’s dos 2 filmes. Sim, tem uma parte 2. Mas ela não é tão engraçada quanto a primeira.

Fica uma dica aí de um filme bacana. Apesar de que, se você não assistiu esse filme, se enforque. hehehehe…

Mas essa parte do Bohemian Rhapsody no carro é clássica, apesar de ser só uma parte da música que eles reamente se involvem. Mas essa versão aqui tem a músca completa com trechos do filme até a parte do carro. A partir daí eles realmente deixaram a versão do filme.

Confiram aí!

, , , , , ,

Deixe um comentário

The Incredible Machine é real!

Esse vídeo é simplesmente incrível. Eu me lembrei do jogo TIM (The Incredible Machine). Era um jogo fantástico no qual você usava vária coisas para bolar uma engenhoca que faria uma tarefa simples. O ato de ligar um ventilador te tomava vários minutos pensando no que fazer. As vezes falhava e as vezes conseguíamos de primeira. E era uma sensação incrível quando isso acontecia.

Passar uma fase trazia uma nova mais complicada e com mais apetrechos para serem usados. E os desafios iam ficando piores. Acho que nunca cheguei a terminar todas as fases.

, ,

Deixe um comentário

Enquanto isso, na ciência moderna 3

E olha lá a ciência moderna nos apresentando mais coisas anormais. E dessa vez é essa britânica que afirma ter duas vaginas. What??? Duas?

Ela afima que tem ainda dois úteros e dois colos de útero… separados! E as duas vaginas estão lado-a-lado. E que um namorado dela achou algo “estranho” quando eles estavam juntos quando ela era mais nova…

Tá bom! Como diriam alguns dos milhares de usuários em fóruns por toda a web: “PICS OU NÃO ACONTECEU!“. E ela é bonitinha, olha aê…

Foda deve ser a TPM dessa mulher aí. Na mulherada normal já é foda de aguentar, imagina essa daí então. hehehehe…

Ah! É a loirinha aí do lado, Ok?

, ,

1 comentário